Radio Habana Cuba

Una voz de amistad que recorre el mundo

  • Síguenos en

#PorSiempreFidel #LegadoDeFidel

Denunciam na Venezuela uso de redes sociais em guerra psicológica

Havana, 20 de fevereiro (RHC).- A ministra de Comunicação e Informação da Venezuela, Delcy Rodríguez, denunciou a manipulação levada adiante pela oposição nas redes sociais com o propósito de gerar desassossego na população.

Em sua conta no Twitter, Rodríguez criticou o uso das redes sociais pelos que geram a violência golpista no país, no marco de uma operação psicológica de grande escala. Recentemente, o presidente do Parlamento, Diosdado Cabello, mostrou na televisão como são veiculadas fotografias de incidentes violentos noutros países, mostrando-as como se fossem de acontecimentos recentes na Venezuela.

Por sua vez, o chanceler Elias Jaua garantiu que o país tem a capacidade para resolver democraticamente a situação gerada por grupos de teor fascista, e reiterou que é inaceitável a ingerência de potências estrangeiras nessa nação.

“Situações que se inserem no manual dos que consideram que os países não podem tomar decisões próprias em base a sua independência e seus interesses nacionais, e sim a partir dos interesses das grandes multinacionais. Essa é a realidade que vive hoje a Venezuela”, indicou o chanceler Jaua.

Na Nicarágua, o presidente Daniel Ortega denunciou que os EUA querem derrubar o governo venezuelano para frear o processo de integração na América Latina e o Caribe. Disse que os protestos em Caracas têm sido incentivados pelas forças mais conservadoras e extremistas de Washington, e ressaltou que essas ações começaram logo depois da cúpula da CELAC, Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos, realizada em Havana.

Editado por Juan Leandro
Comentarios
Deja un comentario
  • El controvertido plan de privatizaciones de Michel Temer
  • Feria Internacional del Libro promoverá lectura de textos en formato digital
  • Roberto Carlos 'Cucurucho' Valdés presenta su segundo disco en solitario en Jazz Plaza 2018
  • La UNESCO contribuye a mejorar educación de niñas y mujeres indígenas en Guatemala
  • Casi tres millones más de bolivianos con acceso al agua potable
  • Experto dice que Europa, Rusia y China pueden contribuir a que Cuba reciba a 5 millones de viajeros en 2018
Contador de Visitas

4227760

  • Máximo: 19729
  • Ayer: 4608
  • Hoy: 2586
  • En Línea: 173
  • Total: 4227760