Radio Havana Cuba

Uma voz de amizade que percorre o mundo

  • Siga-nos em

#NoMasBloqueo #SolidaridadVsBloqueo

Novo ano letivo começa em Cuba

Um novo ano letivo bem-sucedido é a meta das autoridades de Educação de Cuba quando começarem, em setembro, as aulas em todos os níveis de ensino no país.

Em abril passado começaram os preparativos do curso 2017-2018, cuja largada está prevista para o dia 4 de setembro. Seminários dirigidos aos professores e reuniões de trabalho para avaliar determinados aspectos aconteceram nestes meses.

A cobertura docente é um dos aspectos que centrou a atenção. Ainda existem problemas, por isso se buscam alternativas como os professores contratados ou com carga docente adicional, para que este ano escolar comece sem déficit de pessoal docente e se garanta a cada educando o ensino com qualidade.

Trabalha-se, também, com a FEU – Federação Estudantil Universitária –para a incorporação de estudantes universitários como educadores.

A atualização tecnológica também é uma prioridade. A situação é favorável com relação ao ano letivo anterior, mesmo assim os dispositivos se foram modernizando para completar a formação docente.

Especial atenção vem sendo dada à continuidade de estudos, à situação higiênica e sanitária das escolas, à manutenção e conserto e a outros aspectos imprescindíveis para abrir as salas de aula.

Muitos centros foram, ou estão sendo remodelados e vão abrir as portas na segunda-feira com móveis novos, e já estão recebendo os materiais escolares.

A cada ano, Cuba realiza grande esforço para entregar grátis a base didática a todos os estudantes: livros, cadernos, lápis, canetas e outros artigos.

Certamente, neste ano letivo se continuará dando prioridade ao trabalho de formação vocacional e orientação profissional nos diferentes níveis de educação. Tal processo começa na pré-escola e tem por objetivo a continuidade de estudos no 1º e 2º grau.

O outro propósito é envolver a família e a comunidade no processo docente educativo. Ademais, incutir nas crianças e jovens os valores éticos e morais, conforme os princípios da Revolução Cubana.

As autoridades estão trabalhando para não deixar nenhum detalhe de lado, para que Cuba continue sendo uma referência em educação na América Latina, uma conquista reconhecida por profissionais de outras nações e organismos internacionais como a UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

A ministra cubana de Educação Ena Elsa Velázquez, afirmou que estão garantidas todas as condições objetivas e subjetivas para que no próximo dia 4 de setembro, as crianças e jovens encontrem em suas salas de aula e escolas tudo preparado para iniciar uma nova fase de estudos, que assegure uma educação de qualidade inclusiva e equitativa e que promova as oportunidades de aprendizado permanente para todos.(María Josefina Arce)

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez
Comentários
Deixe um comentário
Contador de Visitas

3858071

  • maxima: 19729
  • yesterday: 4037
  • today: 1210
  • online: 161
  • total: 3858071