Radio Havana Cuba

Uma voz de amizade que percorre o mundo

  • Siga-nos em

#NoMasBloqueo #SolidaridadVsBloqueo

Bloqueio dos EUA a Cuba rejeitado na ONU

Sept 27, -- Logo no início das sessões da Assembleia Geral da ONU, nesta semana em Nova York, o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA a Cuba, vigente há mais de 50 anos, foi novamente alvo do rechaço mundial. O tema foi abordado por chefes de Estado e de governo nos debates da reunião.

Nações da América Latina, Caribe, Ásia e África ergueram sua voz para exigir o fim de uma política considerada genocida e anacrônica.

O presidente de El Salvador, Mauricio Funes, defendeu o direito do povo cubano e de todos os povos do mundo de buscar seu desenvolvimento e bem-estar através de uma integração plena. Por sua vez, seu homólogo da Bolívia, Evo Morales, disse que as sanções do governo norte-americano a Cuba constituem o “pior genocídio”, e criticou os EUA por fazerem ouvidos moucos diante das resoluções sobre o assunto aprovadas todos os anos na Assembleia Geral da ONU desde 1992. Os documentos exigem o fim do bloqueio.

Contrariando a vontade da comunidade internacional, os EUA continuam aplicando medidas econômicas contra Cuba, e intensificam a perseguição contra empresas e bancos que têm relações com o país caribenho. Essa política inclui o roubo de marcas comerciais e a proibição de operações relacionadas com pagamentos que as autoridades cubanas têm de fazer a organismos da ONU.

Apesar de sua promessas eleitorais, o presidente Barack Obama endureceu o acosso e seu caráter extraterritorial, impondo multas milionárias a empresas e entidades bancárias de terceiros países por eventuais transações com Cuba.

Cabe recordar que o acosso econômico, comercial e financeiro tem ocasionado prejuízos de mais de um trilhão de dólares e grandes afetações ao povo cubano, ao atingir setores sensíveis como os de saúde e educação. Mais de 70% dos cidadãos deste país nasceram sob os efeitos do desumano bloqueio norte-americano.

Apesar disso, Cuba continua avançando e defendendo sua soberania, em meio ao processo de desenvolvimento levado adiante sob os princípios do socialismo.

(M.J Arce, 27 de setembro)

 

Editado por Juan Leandro
Comentários
Deixe um comentário
Contador de Visitas

4089824

  • maxima: 19729
  • yesterday: 4477
  • today: 2624
  • online: 182
  • total: 4089824