Reconhecimento a Cuba pelo trabalho feito em organismos internacionais

Por Maria Josefina Arce

Cuba acaba de finalizar sua presidência Pro tempore da CEPAL – Comissão Econômica da ONU para América Latina e o Caribe –, um trabalho de dois anos de duração que foi realçado pela secretária executiva desse organismo regional Alicia Bárcena.

A funcionária agradeceu o apoio de Cuba à Organização colocando de relevo seu trabalho em benefício dos povos da região em diferentes áreas e no enfrentamento à Covid-19.

No comando da CEPAL – cargo para o qual foi escolhida por aclamação de todos os membros – Cuba fortaleceu as relações de cooperação em várias esferas.

Nos dois anos, as ações de Cuba estiveram encaminhadas à implementação da Agenda 2030 e para que as nações latino-americanas e caribenhas alcançassem um desenvolvimento sustentável com equidade.

Cuba sempre insistiu em seu compromisso com um mundo mais justo, equitativo e de paz. E seu trabalho à frente de organismos ou comitês que presidiu sempre pôs em foco esse empenho.

Sob sua presidência Pro tempore da CELAC - Comunidade de Estados Latino-Americanos e do Caribe – a região foi declarada Zona de Paz em 2014 e se promoveram inúmeras iniciativas de impacto social.

Cuba não só cumpriu seus compromissos internacionais como país, mas também trabalhou arduamente dentro dos comitês e comissões dos que fez ou faz parte.

Como membro da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura - UNESCO – Cuba fez parte do Comitê Internacional para a salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial e, em 2017, foi eleita membro do Conselho Executivo, onde renomados intelectuais a representaram.

Cuba exerceu múltiplos cargos em nível mundial em reconhecimento à sua seriedade, responsabilidade e compromisso para avançar rumo a um mundo onde todos tenham garantidos seus direitos humanos.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up