Cuba fecha 2016 com mortalidade infantil de 4,3

Havana, 3 de dezembro (RHC).- Cuba fechou 2016 com uma mortalidade infantil de 4,3 para cada mil nascidos vivos. Permanece assim entre os 20 países com melhor indicador nesse aspecto.

O ministro de Saúde Pública, Roberto Morales, falou também que a situação epidemiológica é muito mais estável e foram criadas as condições para consolidar em 2017 esse trabalho de controle de enfermidades. Destacou a melhoria no atendimento nos consultórios médicos de bairro e nos centros de saúde, e o cumprimento do programa de remodelação e reabilitação da infraestrutura no setor.

 

Editado por Martha C. Moya



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up