Cuba defende informatização inclusiva

Havana, 10 de outubro (RHC).- Cuba defendeu a informatização inclusiva para garantir a soberania tecnológica das nações.

Falando na Conferência Mundial de Desenvolvimento das Telecomunicações, a vice-ministra de Comunicações, Ana Julia Marine, destacou que apesar das limitações decorrentes do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA desde o começo dos anos 60, os cubanos levam adiante um programa destinado a garantir a independência nesse setor.

O evento se realiza na Argentina. Marine reiterou que é preciso implantar um marco regulador internacional para a segurança no uso do chamado ciberespaço, sob os princípios de igualdade, integridade territorial e não ingerência nos assuntos internos dos países.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up