Corredora cubana é a Rainha dos Paraolímpicos na década passada

Havana, 7 de setembro (RHC).- A corredora cubana Omara Durand, portadora de deficiência visual profunda, foi eleita a melhor figura paraolímpica da década passada.

Na votação auspiciada pelo Comitê Paraolímpico Internacional, ela obteve 499 votos e levou vantagem sobre a ciclista britânica Sarah Storey, que ficou com 229.

“Outro reconhecimento emocionante e orgulhoso, que não é apenas meu, mas também do movimento esportivo cubano, do nosso povo e da Revolução”, declarou a atleta, que ganhou três medalhas de ouro na Olimpíada do Rio’2016 e duas na de Londres’2012.

“Sempre sairei em cada competição a dar tudo pela minha bandeira e meu país, como nos ensinou Fidel, Raúl e nosso presidente Díaz-Canel”, ressaltou Omara Durand.

A corredora deficiente visual ganhou todas as provas disputadas por medalhas em que participou desde 2011, inclusos campeonatos mundiais e para-pan-americanos.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up