Sete cartolas da FIFA foram detidos em Zurique acusados de corrupção

May 27 - Sete cartolas da FIFA foram detidos em Zurique acusados de fraude, chantagem e lavagem de dinheiro. Entre os presos aparecem o brasileiro José Maria Marin e o uruguaio Eugenio Figueredo, vice-presidente da Confederação Sul-Americana e vice-presidente da FIFA.

A justiça suíça anunciou que tinha detido hoje mais um alto dirigente do futebol internacional indiciado por corrupção, elevando a sete o número de encarcerados às vésperas do Congresso da FIFA.

No decurso da manhã pudemos prender um novo alto dirigente do futebol a pedido de captura dos Estados Unidos, informou o ministério da Justiça suiço em comunicado.

Anteriormente, a polícia suíça tinha detido seis cartolas em um hotel de Zurique indiciados por corrupção após terem sido investigados pela justiça norte-americana.

Os sete detidos são: o uruguaio Eugenio Figueredo, Jeffrey Webb, das Ilhas Caimán, o brasileiro José Maria Marin, o costa-riquenho Eduardo Li, o nicaraguense Julio Rocha, o venezuelano Rafael Esquivel e o britânico Costas Takkas.

Webb é presidente da CONCACAF ( Confederação do Norte, América Central e o Caribe) e vice-presidente da FIFA, como Figueredo. O uruguaio, ademais, foi nomeado recentemente presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusa os envolvidos de “crime organizado” e de montar um esquema através do qual se pagaram mais de 150 milhões de dólares em subornos para conseguir lucrativos direitos midiáticos e de marketing em torneios internacionais de futebol.

 

Editado por Juan Leandro



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up