Governo francês descarta suspensão da Eurocopa pelos atentados em Bruxelas

Havana, 23 de março (RHC).- O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, descartou a suspensão da Eurocopa de futebol depois dos atentados de ontem em Bruxelas. “Isso significaria uma derrota, seria ceder ante os terroristas. Neste instante não se pode acrescentar mais medo ao medo”, declarou Valls à emissora radiofônica “Europe 1”.

Por sua vez, o secretário de Esportes, Thierry Braillard, destacou que “cancelar ou adiar a Eurocopa significaria dar a razão a esses covardes”. “Cada seleção, cada lugar de treinamento e cada lugar de alojamento serão vigiados por policiais de elite”, garantiu Braillard falando para o diário “L'Equipe”.

Antes, o presidente da Federação Francesa de Futebol, Noel Le Graet, tinha garantido que o torneio não será suspenso. “Sempre existe algum risco, mas o Estado, a Federação e a UEFA – União Europeia de Futebol – têm o firme propósito de organizar um evento agradável e seguro”, assinalou o executivo.

Editado por Yusvel Ibáñes Salas



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up