Pandemia poderia mergulhar 115 milhões de pessoas na pobreza extrema

Havana, 8 de outubro (RHC).- Relatório do Banco Mundial indica que 115 milhões de pessoas poderiam mergulhar na pobreza extrema por causa do novo coronavírus.

“Se prevê que em 2020 a pobreza extrema vai aumentar pela primeira vez em mais de 20 anos, como resultado das perturbações ocasionadas pela pandemia da Covid-19”, adverte o documento.

Também se refere a outros fatores negativos como as mudanças climáticas e os conflitos armados, especialmente nas nações onde grande parte da população é considerada pobre.

Quanto à América Latina, o Banco Mundial prognostica uma subida no índice de pobreza extrema a 4,4% até o final deste ano. Isso significa 28,6 milhões de pessoas carentes de recursos mínimos.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up