Governo da Espanha expressou hoje suas condolências pela morte do líder da Revolução

Havana, 26 de novembro (RHC).- O governo da Espanha expressou hoje suas condolências pela morte do líder da Revolução cubana, Fidel Castro, a quem definiu como uma figura de grande importância histórica.

Em um comunicado difundido pelo ministério espanhol de Negòcios Estrangeiros, o executivo de Mariano Rajoy transmitiu às autoridades da ilha 'seu mais sincero pesar pelo falecimiento do lìder Fidel Castro'.

Recordou que Fidel 'manteve sempre fortes vínculos com a Espanha como filho de espanhóis e esteve muito unido a seus laços de sangue e cultura'.

Por isso, 'Espanha se une especialmente ao pesar do Governo e autoridades cubanas', assinalou a nota da chancelaria da nação ibérica.

Neste momento de luto, o executivo da Espanha expressa 'sua vontade de continuar trabalhando intensamente no fortalecimento dos vínculos bilaterais e das relações de profunda amizade que unem aos nossos dois povos', concluiu.

 

Editado por Martha C. Moya



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up