Gráficos argentinos continuam protestos um mês depois de demitidos

Havana, 15 fevereiro (RHC).- Os trabalhadores de Artes Gráficas Rioplatense, do grupo Clarín, realizam jornada de luta no emblemático Obelisco portenho, um mês depois de terem sido demitidos.

Os operários querem visibilizar sua luta em prol de recuperar seus postos de trabalho.

O secretário geral da Comissão Interna de Artes Gráficas Rioplatense, Pablo Viñas, disse que a luta continuará contra as dispensas ilegais de Clarín, que deixaram até agora quase 400 famílias na rua.

Os trabalhadores querem que os meios informativos deixem de esconder informações, para que a população saiba o que está se passando e o ministério do Trabalho resolva o problema.

 

Editado por Martha C. Moya



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up