Passeata estudantil na Argentina contra reforma educativa

Havana, 23 de setembro (RHC).- Milhares de estudantes se manifestaram em Buenos Aires para rechaçar a decisão do governo argentino de aplicar uma reforma educativa sem consulta prévia.

Os jovens partiram da sede do ministério da Educação rumo ao obelisco da capital. As modificações propostas pelo gabinete do presidente Mauricio Macri incluem práticas de trabalho obrigatórias não remuneradas para os alunos da última série do ensino médio, a serem feitas em empresas ou instituições.

A ex-chefe de Estado Cristina Fernández criticou o projeto porque força os jovens a trabalhar grátis durante seis meses.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up