Festival Mundial da Juventude clama pela paz

Havana, 20 de outubro (RHC).- Os participantes do 19º Festival Mundial da Juventude e os Estudantes, no balneário russo de Sochi, se uniram para clamar pela paz e denunciar os danos ocasionados pelo imperialismo.

O Tribunal Antiimperialista, que sessionou durante o evento, escutou os depoimentos de vítimas e testemunhas de crimes de lesa humanidade.

O fiscal Camilo Hernández deixou claro que nenhum governo tem o direito de impor estilos de vida ou comportamentos. Arvorou os pensamentos de Simón Bolívar, José Martí, Fidel Castro e Ernesto Che Guevara para condenar o fascismo, a ingerência e os golpes de Estado de vários tipos, bem como as políticas que promovem o extermínio dos que não pensam como as autoridades.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up