Familiares dos 43 estudantes desaparecidos no México reiteram pressão sobre o governo

Familiares dos 43 estudantes desaparecidos no México reiteram pressão sobre o governo.

Havana, 27 de abril (RHC).- Os familiares dos 43 estudantes desaparecidos na localidade de Ayotzinapa, no estado de Guerrero, voltaram a fazer uma passeata para exigir do governo resultados nas investigações do caso. Eles sumiram há 43 meses supostamente assassinados por uma organização do narcotráfico.

Os parentes marcharam junto a ativistas e colegas dos jovens, e pediram uma audiência na Secretaria de Governação para falar sobre o assunto. Dizem que o governo mexicano quer fechar o processo apesar da carência de provas em torno do destino final dos estudantes.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up