Presidente da Venezuela pede tornar pública a investigação sobre o frustrado magnicídio

Foto:Archivo.

Havana, 15 de agosto (RHC).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu tornar público todo o processo de investigação e o julgamento em torno do frustrado magnicídio perpetrado há poucos dias em Caracas.

Falando num encontro com jovens do PSUV – Partido Socialista Unido da Venezuela, Maduro solicitou ao Ministério Público e ao Supremo Tribunal de Justiça divulgar todos os detalhes relacionados com o caso. “Julgamento público, transparente, para que se faça consciência nacional”, apontou, e reiterou que acontecimentos desse tipo não devem ser esquecidos.

Ontem, em sua conta no Twitter, o presidente venezuelano disse que o governo almeja graduar 60 mil novos médicos até 2025 para poder garantir o atendimento gratuito de saúde em todo o território nacional. Disse que a partir dos planos levados adiante pela Revolução Bolivariana, já se formaram como médicos integrais comunitários 24 mil jovens venezuelanos.

Quanto às fortes chuvas que atingem essa nação nos últimos dias, a vice-presidente executiva Delcy Rodríguez informou que seis estados foram declarados em alerta vermelha. Rodríguez e o ministro do Interior e Justiça, Néstor Reverol, explicaram que as zonas mais afetadas estão no Táchira, Apure, Delta Amacuro, Guárico, Bolívar e Amazonas.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up