Morre Chicha Mariani, uma das fundadoras das Avós da Praça de Maio na Argentina

Havana, 22 de agosto (RHC).- Maria Isabel “Chicha” Mariani, uma das fundadoras das Avós da Praça de Maio na Argentina, faleceu aos 95 anos sem nunca ter encontrado sua neta Clara Anahí, sequestrada quando tinha apenas três meses de idade por agentes da ditadura militar.

“Ela foi uma mulher fundamental no começo da busca de crianças apropriadas pelo terrotismo de Estado e um símbolo da luta pelos direitos humanos”, apontou comunicado da organização humanitária. Chicha Mariani foi uma das 12 fundadoras em 1977 e presidiu as Avós da Praça de Maio até 1989.

Sua nora, Diana Teruggi, foi assassinada em 1976 junto com mais três militantes do grupo guerrilheiro Montoneros numa batida policial em La Plata. A bebê foi levada pelos policiais e desde então não se sabe seu paradeiro. Daniel, filho de Chicha, foi morto a tiros pelos agentes repressivos oito meses depois.

O caso de Clara Anahí integra a lista de menores sequestrados e entregues ilegalmente a casais ligados ao regime militar argentino. Muitos deles ainda não foram encontrados.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up