Procuradoria Geral da Arábia Saudita admite que houve premeditação no assassinato de jornalista no Consulado em Istambul

Havana, 25 de outubro (RHC).- A Procuradoria Geral da Arábia Saudita admitiu que houve premeditação no assassinato do jornalista Jamal Khashoggi dentro do Consulado desse país em Istambul, Turquia. A conclusão foi resultado da investigação conjunta feita com as autoridades turcas.

As notícias indicam que 18 pessoas são acusadas de envolvimento com o crime. Elas estão sendo interrogadas para apurar os fatos e iniciar o processo judicial. Khashoggi era um forte crítico da monarquia saudita. Entrou no Consulado em dois de outubro e nunca mais foi visto.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up