Turquia diz que jornalista saudita foi esquartejado no Consulado para dissolver o corpo

Havana, 2 de novembro (RHC).- A Turquia afirmou que o jornalista saudita Jamal Khashoggi foi esquartejado após entrar no Consulado do seu país em Istambul para poder dissolver o corpo mais facilmente.

Jasin Aktay, assessor do presidente Recep Tadyip Erdogan, declarou ao diário “Hurriyet” que a hipótese é que para apagar todo rastro do crime, o corpo do jornalista foi dissolvido em ácido na sede diplomática ou na residência do Cônsul. As autoridades da Arábia Saudita admitiram a morte, mas dizem que foi uma operação não autorizada pelo governo.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up