Denunciam que repressão é política de Estado na Argentina

Havana, 4 de dezembro (RHC).- Na Argentina, a Coordenadora contra a Repressão Policial e Institucional denunciou que as novas regras para o uso de armas pelas forças de segurança, aprovadas pelo governo, servirão para justificar a morte e ferimentos ocasionados a manifestantes.

A organização chamou a rechaçar a medida ao considerar que vai agravar a situação atual, em que a polícia não pensa duas vezes para atirar em presumíveis criminosos. O novo regulamento justifica o tiro pelas costas ou na nuca contra uma pessoa desarmada, segundo a denúncia.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up