Presidente da Venezuela reitera legitimidade do novo mandato

Havana, 7 de janeiro (RHC).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, garantiu que o país se prepara para defender a constitucionalidade do novo mandato que iniciará a partir do dia 10 deste mês.

Maduro declarou aos jornalistas que está pronto para enfrentar as ameaças e pressões dos governos de direita que afirmam não reconhecer sua reeleição, e rejeitou a postura da oposição que no final da semana designou uma nova direção da Assembleia Nacional, o parlamento suspenso por desacato aos poderes constituídos.

O chefe de Estado venezuelano chamou os cidadãos a estarem cientes das ações de caráter ingerencista concebidas pelo chamado Grupo de Lima – grupo de nações latino-americanas – cuja intenção é enfraquecer, dividir e tomar o poder político no país.

Nesse contexto, o PT – Partido dos Trabalhadores do Brasil condenou a submissão do governo do presidente Jair Bolsonaro aos interesses dos EUA nas tentativas de desestabilizar a Venezuela. O comunicado indica que a decisão de apoiar a postura do Grupo de Lima mostra que o Brasil já não tem uma política externa autônoma e, contrariando seus próprios interesses, se alinha à agenda belicista e anti-latino-americana do chefe de Estado norte-americano, Donald Trump.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up