Rússia não está interessada em corrida armamentista com os EUA

Havana, 4 de julho (RHC).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, indicou que seu país não está interessado numa corrida armamentista com os EUA, porém, precisa garantir sua segurança nacional.

Em declarações ao jornal italiano “Corriere de la Sera”, Putin indicou que se viram obrigados a começar a desenvolver armamento e equipamentos ultramodernos em resposta ao aumento das despesas militares e das ações destrutivas do governo norte-americano. Disse que o sistema de segurança internacional colapsou a partir da retirada unilateral dos EUA do Tratado Sobre Mísseis Antibalísticos, em 2002.

O mandatário russo colocou de exemplo, também, a recente saída de Washington do Tratado sobre Mísseis de Curto e Médio Alcance. Revelou que as autoridades norte-americanas nunca responderam à proposta russa de assinar uma declaração conjunta sobre o caráter inadmissível de uma eventual guerra nuclear.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up