China rechaça ingerência dos EUA

Havana, 13 de julho (RHC).- O ministro de Relações Exteriores da China, Wang Yi, rechaçou a ingerência dos EUA nos assuntos internos do país, referindo-se à intenção de vender armamento a Taiwan, e advertiu sobre as consequências dessa postura.

Em coletiva de imprensa durante visita oficial a Hungria, Yi chamou o governo norte-americano a pensar bem no que faz nessa região e a não brincar com fogo. Disse que ao aprovar a venda de armas a Taiwan, Washington viola o princípio de Uma Só China e atenta contra a soberania nacional e a integridade territorial do país asiático.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up