França pede ao G7 abordar incêndios no Amazonas

Havana, 23 de agosto (RHC).- O presidente da França, Emmanuel Macron, pediu aos países integrantes do G7 abordar os incêndios no Amazonas na cúpula do grupo, neste fim de semana.

No Twitter, Macron expressou sua alarma ante a grave situação na selva brasileira, e lembrou que essa área de mata produz 20% do oxigênio que o planeta precisa. O encontro terá como sede a cidade francesa de Biarritz.

No Brasil, a ex-presidente Dilma Rousseff, sublinhou que a devastação na Amazônia é uma face aterradora da deterioração do país e um crime de lesa pátria cometido pelo governo de Jair Bolsonaro. Em matéria publicada no site do PT – Partido dos Trabalhadores, Dilma afirmou que o desmatamento e as queimadas, sob a ineficácia tolerante do Executivo, representam um assalto à soberania nacional, assim como a venda de companhias estatais consideradas estratégicas para o Brasil.

A ex-mandatária advertiu que a catástrofe ambiental e as privatizações são perigosas, porém, algumas decisões econômicas podem ser revisadas e anuladas, mas a extinção da selva tropical maior do mundo é um problema irreversível.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up