Hong Kong retira lei de extradição que gerou protestos

Havana, 5 de setembro (RHC).- A chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou a retirada da polêmica lei de extradição que gerou os recentes protestos nesse território chinês.

Em coletiva de imprensa, disse que a decisão conta com o apoio do governo central da China, e sublinhou que a prioridade é restabelecer a ordem e a tranquilidade na região administrativa especial após quase três meses de incidentes.

Lam garantiu que as autoridades buscam a forma de abordar o descontentamento da sociedade e abrir um diálogo para encontrar soluções aos problemas atuais. Indicou que será examinada a atuação da polícia desde que começaram as manifestações em junho passado.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up