Polícia chilena reprime manifestação pelos direitos humanos

Havana, 9 de setembro (RHC).- A polícia chilena reprimiu a tradicional marcha pelos direitos humanos, que todos os anos se realiza no país para recordar as vítimas da ditadura do general Augusto Pinochet, instaurada com o golpe de Estado de 11 de setembro de 1973.

Os agentes usaram gases lacrimogêneos contra as pessoas que pediam justiça para os desaparecidos durante o regime militar e exigiam o não retorno dessa época obscura.

Juan Andrés Lagos, da executiva do Partido Comunista do Chile, disse que 46 anos depois do golpe ainda não se sabe o destino dos corpos de mais de mil detidos-desaparecidos. Afirmou que forças de direita e alguns grupos almejam impor o esquecimento na sociedade sobre esse assunto.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up