Presidente da Venezuela acusa governo da Colômbia de conspirar para assassiná-lo

Havana, 23 de setembro (RHC).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou o governo da Colômbia de organizar várias conspirações para assassiná-lo com o aval dos EUA, e garantiu que todas fracassaram. Mencionou de exemplo o ataque com drones realizado em agosto do ano passado num ato público em Caracas.

Em entrevista a um canal de televisão russo, Maduro garantiu que são usados métodos criminosos para perpetrar assassinatos políticos, com o objetivo de destruir o processo em curso na Venezuela.

Por sua vez, relatório da Consultoria Jurídica da companhia estatal petroleira PDVSA indica que o país perde milhões de dólares por causa do bloqueio financeiro internacional imposto pelos EUA, e denuncia que contas mantidas pela Venezuela em bancos correspondentes foram fechadas a partir das sanções aplicadas por Washington. Em agosto de 2017 estavam depositados nelas cerca de 150 bilhões de dólares.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up