Presidente dos EUA mantém tom agressivo em discurso na ONU

Havana, 24 de setembro (RHC).- O presidente dos EUA, Donald Trump, manteve o tom agressivo em seu discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque. Chamou a erradicar a política de fronteiras abertas e a frear os fluxos migratórios, arvorando a bandeira da soberania nacional.

Trump disse que o futuro pertence a nações soberanas e independentes que protegem seus cidadãos, às que respeitam seus vizinhos e honram as diferenças que fazem que cada nação seja especial e única. Porém, na prática endurece o bloqueio a Cuba e questiona políticas progressistas em países como a Venezuela e Nicarágua.

As sessões foram abertas peço Brasil, como é tradicional desde 1947. Em seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro voltou a chamar a derrotar os governos de Cuba e Venezuela, alvos de uma grande ofensiva imperialista.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up