Evo Morales diz que presidente de facto na Bolívia é terrorista e genocida

Havana, 16 de dezembro (RHC).- O presidente constitucional da Bolívia, Evo Morales, disse que a mandatária de facto, Jeanine Áñez, é sediciosa, terrorista e genocida.

No Twitter, Morales questionou a ordem de detenção contra ele, quando os que cometeram violações foram ela própria, Luis Fernando Camacho e Carlos Mesa. Mais de 30 pessoas morreram e centenas saíram feridas durante a repressão da polícia e do Exército contra os protestos.

Morales reuniu-se na Argentina com integrantes do MAS – Movimento ao Socialismo para iniciar os preparativos da campanha para as novas eleições a serem realizadas na Bolívia.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up