Revelam novas provas do envolvimento do opositor Juan Guaidó em frustrada incursão armada na Venezuela

Havana, 18 de maio (RHC).- O governo da Venezuela revelou novas provas do envolvimento do opositor Juan Guaidó na fracassada incursão armada pelo litoral desse país, perpetrada em três de maio, que tinha o propósito de assassinar o presidente Nicolás Maduro e promover um golpe de Estado.

Cinco dias antes do desembarque, o escritório de advocacia Volk Law, com sede na Flórida, EUA, enviou carta a Guaidó pelo vencimento do prazo de pagamento de 1,5 milhão de dólares à empresa norte-americana de segurança SilverCorp, estipulado no contrato assinado por ele com o gerente geral Jordan Goudreau para executar a chamada Operação Gedeon, entre outras ações desse tipo.

Outros signatários foram Juan José Rendón, Sergio Vergara e Manuel Retureta. Na semana passada, Rendón deu entrevista na qual confirma que Guaidó tinha conhecimento pleno do propósito do contrato com a SilverCorp.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up