Agência Federal de Inteligência da Argentina pede processar ex-presidente Macri por espionagem ilegal

Havana, 28 de maio (RHC).- A Agência Federal de Inteligência da Argentina pediu aos órgãos de justiça processar o ex-presidente Mauricio Macri por espionagem ilegal, junto com os que ocuparam a chefia do organismo durante seu mandato, Gustavo Arribas e Silvia Maidalani.

A atual interventora do órgão de inteligência, Cristina Caamaño, disse que entre as mais de 80 pessoas que tiveram grampeados seus correios eletrônicos há políticos, jornalistas, historiadores e personalidades da cultura, inclusive a atual ministra de Mulheres, Gêneros e Diversidade, Elizabeth Gómez. A operação ilegal teria começado em dois de junho de 2016.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up