UNICEF alerta que milhões de crianças poderiam cair na pobreza pela pandemia

Havana, 29 de maio (RHC).- O UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância alertou que milhões de crianças no mundo poderiam mergulhar na pobreza por causa da pandemia.

Indicou que 86 milhões de menores afetados pelas dificuldades financeiras geradas pela Covid-19 se somariam até o final do ano aos quase 600 milhões que já estão nesse patamar. Dois terços dos ameaçados pela nova situação vivem na África Subsaariana e no sul da Ásia.

O UNICEF disse que para aliviar o problema seriam necessárias ações urgentes de ajuda às famílias que tiveram uma queda na capacidade de cobrir suas despesas básicas, inclusa a alimentação.

Esses menores têm menos possibilidades de acesso à educação a aos serviços de saúde. Nos países já conturbados por conflitos e violência o impacto da crise será maior, indica o informe da entidade.

Por sua vez, Mario Cimoli, secretário-executivo adjunto da CEPAL – Comissão Econômica para América Latina e Caribe, disse que a região deve modificar seu modelo de desenvolvimento a partir da nova geografia econômica, levando em conta os efeitos destrutivos da pandemia na economia e na sociedade.

Indicou que deve ser reduzida a dependência às manufaturas importadas e estabelecidas políticas na indústria que permitam fortalecer as capacidades de produção e o incentivo a novos setores estratégicos, além das pesquisas tecnológicas compartilhadas entre as nações da região.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up