Nicolás Maduro adverte sobre pressões externas para impedir diálogos com a oposição na Venezuela

Havana, 14 maio (RHC).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, advertiu sobre a existência de pressões externas para acabar com os diálogos entre o governo e a oposição.
 
No seu programa semanal Em contato com Maduro, o chefe de Estado convocou a defender a Comissão da Verdade, através da qual se realizam as conversações, como um espaço de diálogo que permitirá traçar uma agenda nacional para viabilizar os acordos em prol da paz.
 
Maduro respondeu com estas declarações à decisão da direita venezuelana de suspender os diálogos com o governo, de modo que a coalizão Mesa da Unidade não se apresentará por enquanto na Comissão da Verdade que apura os atos violentos que castigam o país desde fevereiro.
 
Segundo informações de Telesurm no entendimento do governo tal atitude responde às recentes denúncias do presidente do Parlamento venezuelano Diosdado Cabello, sobre a ligação de dirigentes opositores a tentativas de sublevação e de golpe de Estado.

Editado por Juan Leandro



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up