Venezuela denuncia novos planos hostis dos EUA

Havana, 23 de setembro (RHC).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou que os EUA levam adiante novos planos de desestabilização com o apoio da CIA – Agência Central de Inteligência e a DEA, órgão antidrogas, e anunciou a criação de um comando de operações para neutralizar as ações encobertas de Washington.

“O governo dos EUA aprovou que a CIA se envolva em operações encobertas de caráter terrorista contra Venezuela”, advertiu Maduro, e disse que o propósito é desestabilizar o país antes das eleições legislativas de dezembro. Os planos abrangem ações contra instalações petroleiras, militares, de energia elétrica e serviços públicos.

O mandatário rechaçou as sanções impostas pelas autoridades norte-americanas a cinco líderes da oposição venezuelana que decidiram participar do pleito. Ontem, o Departamento do Tesouro anunciou as punições sob o argumento de que esses políticos estão facilitando o controle das autoridades sobre segmentos opositores.

“O grupo que governa os EUA age como uma máfia, com ameaças, extorsão, chantagens e agressões, e utiliza o poder para impor sanções”, afirmou Maduro numa reunião online com governadores e outras autoridades venezuelanas.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up