Ex-presidente boliviano Evo Morales diz que direita tentou frear mudanças no país

Caravana de Evo Morales es recibida por miles de personas en localidad del Potosí.

Havana, 10 de novembro (RHC).- O ex-presidente Evo Morales, que retornou ontem a seu país procedente da Argentina, onde estava refugiado, disse que a direita tentou frear o processo de mudanças que transformou a Bolívia num dos países mais prósperos da região, e exortou o novo mandatário, Luis Arce, a continuar arvorando o modelo econômico do MAS – Movimento ao Socialismo, que deu resposta às necessidades e adotou as decisões soberanas do povo.

Em seu primeiro discurso após atravessar a fronteira, na cidade de Villazón, perante uma multidão que foi recebê-lo, Evo agradeceu o apoio dos presidentes da Argentina, Alberto Fernández, de Cuba, Miguel Díaz-Canel, da Venezuela, Nicolás Maduro, e do México, Andrés Manuel López Obrador, além de outros governos e dirigentes progressistas.

Ele renunciou ao cargo apesar de ter sido reeleito no final do ano passado, em meio a um golpe cívico-militar encaminhado a instaurar um regime de facto.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up