Presidente da Bolívia reitera proposta de mudança de sede da ONU

Havana, 4 de outubro (RHC).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, ratificou a proposta de mudar a sede da ONU, hoje em Nova York, para evitar que os EUA continuem aplicando chantagens aos governos de esquerda da América Latina com a negação de vistos de entrada ou autorizações de vôo.

Ao falar num comício em Cochabamba, onde estava presente seu homólogo do Equador, Rafael Correa, Morales disse que pelo menos as sessões da Assembleia Geral deveriam ser realizadas em países diferentes através de um sistema de rodízio.

Em coletiva de imprensa antes do ato de massas, Morales e Correa indicaram que a Bolívia e o Equador estão analisando sair do Sistema Inter-americano de Direitos Humanos se essa entidade não mudar de sede e suas formas de funcionamento.

Os dois presidentes abordaram o trabalho dos organismos de integração regional, entre eles a CELAC, Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos, e lamentaram a ausência do chefe de Estado venezuelano, Nicolás Maduro, que não assistiu ao encontro de Cochabamba por razões de saúde.

Editado por Juan Leandro



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up