Governo cubano garante ajuda aos danificados pelo furacão Irma

Havana, 19 de setembro (RHC).- O chanceler cubano, Bruno Rodríguez, afirmou que o país avança nas tarefas de recuperação após a passagem do furacão Irma, e garantiu que as autoridades não deixarão sem amparo os danificados pelos fortes ventos e chuvas.

Falando na reunião de alto nível convocada na ONU para examinar as consequências do fenômeno atmosférico na região do Caribe, Rodríguez disse que os prejuízos ocasionados por Irma não venceram o espírito de resistência dos cubanos, e anunciou que serão alocados todos os recursos necessários para que ninguém fique sem respaldo. Afirmou que essa tem sido sempre a postura do governo revolucionário.

O chanceler agradeceu os gestos solidários e ofertas de assistência de numerosos países, organismos internacionais e movimentos sociais. Nesta terça-feira chegam a Cuba remessas procedentes do Japão, Bolívia e Colômbia. Já foi recebida ajuda humanitária do Suriname, Venezuela, República Dominicana e Panamá, entre outras nações.

O navio “Didiez Burgos”, da Marinha dominicana, foi recebido ontem pelas autoridades cubanas no porto de Havana. Estava lá a vice-presidente do Conselho de Estado, Mercedes López Acea, e o embaixador da República Dominicana nesta capital, Joaquín Gerónimo Berroa. Falando na ocasião, López Acea sublinhou que a doação coincide com o sonho do prócer cubano José Martí a respeito de uma América unida ante as dificuldades.

Outras informações indicam que foi restabelecida a passagem de veículos pelo caminho de pedras que comunica as ilhotas do norte da província de Villa Clara com terra firme. Essa zona tem importância turística. A estrada, construída mar afora, foi cortada em várias partes pelas ondas geradas pelo furacão.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up