Cuba condena discurso agressivo do presidente dos EUA na ONU

Havana, 20 de setembro (RHC).- O chanceler cubano, Bruno Rodríguez, condenou o discurso do presidente dos EUA, Donald Trump, na Assembleia Geral da ONU. Disse que foi insólito, agressivo e com caráter de dominação abertamente imperialista.

Em declarações à rede de televisão Telesur, Rodríguez falou que Trump manipulou o tema da soberania e desconsiderou o princípio de igualdade entre as nações.

O ministro das Relações Exteriores rechaçou os ataques contra a Venezuela e reiterou a solidariedade de Cuba ao povo e governo dessa nação. E advertiu que as ameaças de Trump em torno de destruir a Coreia do Norte poderiam colocar em risco toda a humanidade.

Rodríguez sublinhou que o presidente norte-americano não tem autoridade moral para criticar Cuba, um país pequeno com um governo de reconhecida transparência e um povo nobre e trabalhador, que pratica a colaboração com outras nações.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up