Recordam aniversário 61 do desembarque da expedição do iate “Granma”

Havana, 2 de dezembro (RHC).- Os cubanos recordam neste sábado o aniversário 61 do desembarque dos expedicionários do iate “Granma”. Os 82 revolucionários, comandados por Fidel Castro, partiram do porto mexicano de Tuxpan e chegaram ao leste de Cuba para iniciar a luta guerrilheira nas montanhas da Serra Maestra.

A data coincide com o aniversário de fundação das Forças Armadas Revolucionárias. Em ato na embaixada em Angola, o adido militar Juan Francisco Roque destacou que o exército cubano é o povo fardado. Na Venezuela, realizou-se uma cerimônia no mausoléu de Simón Bolívar, na qual estava presente o embaixador Rogelio Polanco.

Na Bolívia, o presidente Evo Morales utilizou sua conta no Twitter para recordar o acontecimento histórico. “Assim começou a Revolução cubana”, postou Morales. E recordou que o governo revolucionário instaurado em janeiro de 1959 promoveu os sistemas gratuitos de saúde e educação, venceu o bloqueio norte-americano e devolveu a dignidade ao povo.

 

Editado por Maite González Martínez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up