Cuba chama na ONU a integrar a ciência na luta contra as mudanças climáticas

Havana, 6 de dezembro (RHC).- Falando na 3ª Assembleia das Nações Unidas para o Meio Ambiente em Nairobi, Quênia, o vice-ministro cubano de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, José Fidel Santana, chamou a integrar a ciência nos programas para redução dos efeitos das mudanças climáticas no mundo.

Santana indicou que não basta aplicar sanções ou incentivos fiscais. É preciso promover a cultura de preservação e cuidado do meio ambiente e o compromisso de todos os cidadãos. Apontou que um dos problemas maiores em Cuba nessa matéria é o aumento do nível das águas do mar que leva à salinização do manto freático, acima dos valores considerados normais.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up