Raúl Castro e Nicolás Maduro presidem ato pelo aniversário da ALBA

Havana, 15 de dezembro (RHC).- Os chefes de Estado de Cuba, Raúl Castro, e da Venezuela, Nicolás Maduro, presidiram em Havana o ato pelo 13º aniversário da ALBA, Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América, realizado ao concluir o Conselho Político do mecanismo de integração regional.

Na cerimônia prestou-se homenagem aos criadores do bloco, Fidel Castro e Hugo Chávez. Estavam presentes altos funcionários do Partido Comunista de Cuba e os chanceleres que participaram do 16º Conselho Político da ALBA, além de outros convidados.

Na ocasião, o presidente da Venezuela recordou o primeiro encontro, em Havana, entre Fidel e Chávez. “Estamos muito contentes por estarmos em Havana e sobretudo por comemorar os 23 anos daquele encontro entre dois gigantes da história: o comandante em chefe Fidel Castro e o comandante bolivariano Hugo Chávez”, indicou Maduro. Disse que ambos lideraram uma batalha de ideias e de valores, e apontou que a ALBA é uma poderosa aliança moral, espiritual, política, social e econômica.

Por sua vez, ao apresentar a Declaração do Conselho da ALBA, o chanceler cubano, Bruno Rodríguez, ressaltou aspectos dessa aliança regional. “Demandamos o respeito estrito aos propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas e do Direito Internacional, a solução pacífica dos litígios, a proibição do uso e da ameaça de utilizar a força, e o respeito à livre determinação, à soberania, à integridade territorial e à não ingerência nos assuntos internos de cada país”, apontou Bruno Rodríguez.

O texto da Declaração reitera a necessidade de fortalecer a CELAC – Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos, que busca a unidade na diversidade através do consenso político e da integração, bem como o desenvolvimento dos povos sob os princípios da proclama desta região como Zona de Paz.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up