Cuba reitera denúncia contra bloqueio norte-americano

Havana, 25 de agosto (RHC).- Cuba reiterou sua denúncia contra o bloqueio imposto pelos EUA, vigente há quase seis décadas. A Chancelaria divulgou o texto da resolução que será apresentada em breve na Assembleia Geral da ONU intitulada “Necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA contra Cuba”.

O governo norte-americano tem feito ouvidos moucos aos documentos que vêm sendo aprovados há vários anos nesse órgão internacional.

Nesta ocasião, o texto se refere aos prejuízos dessa medida, de caráter extraterritorial, de abril de 2017 a março deste ano, e sublinha que as leis e regulamentos relacionadas são aplicadas com todo rigor e endurecidas a partir da posse do presidente Donald Trump. O cerco é considerado uma política genocida, porque seu propósito é render um povo através da fome e das dificuldades.

No período citado, o documento menciona multas aplicadas pelos EUA a bancos e companhias por seus laços com Cuba, entre eles o HSBC, o Barclays e o AIG, e denuncia o caráter extraterritorial dessa política norte-americana. Indica que de abril de 2017 a março deste ano o bloqueio ocasionou ao país prejuízos de mais de quatro bilhões de dólare

 

Editado por María Candela



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up