Academia de Ciências de Cuba pede reunião internacional sobre supostos incidentes sônicos

Havana, 1º de novembro (RHC).- A Academia de Ciências de Cuba pediu convocar a uma reunião científica internacional para abordar os supostos incidentes sônicos com diplomatas dos EUA em Havana, pretexto arvorado pelo presidente Donald Trump para endurecer sua política agressiva contra este país.

Em matéria publicada na revista “Medic Review”, da organização norte-americana para a colaboração com Cuba no ensino médico, o presidente da instituição, Luis Velázquez, disse que no eventual encontro deveriam estar os especialistas dos EUA que participaram da avaliação dos funcionários, além de cientistas e pesquisadores de Cuba, Canadá e outras nações.

Velázquez lamentou que até agora as investigações e debates científicos sobre o assunto se viram dificultados pela falta de informação. As autoridades norte-americanas têm impedido o acesso dos médicos cubanos aos prontuários e às próprias presumíveis vítimas. Apesar das acusações de Washington, ainda não foram encontradas evidências sequer da origem ou existência desses incidentes.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up