Cuba concluirá 2018 com a mortalidade infantil mais baixa de sua história

Havana, 17 de dezembro (RHC).- Cuba concluirá 2018 com a mortalidade infantil mais baixa de sua história: 3,9 para cada mil crianças nascidas vivas.

Ao intervir na Comissão Permanente de Saúde e Esporte da Assembleia Nacional do Poder Popular, o vice-presidente Roberto Morales exaltou que as autoridades de saúde enfrentam os desafios gerados pelo processo de envelhecimento da população. Hoje, mais de 20% da população cubana tem mais de 60 anos de idade.

Morales falou, também, na redução da natalidade, a resistência aos medicamentos antimicrobianos e à relação das mudanças climáticas com a saúde humana, entre outros assuntos. Ele é membro do Bureau Político do Partido Comunista de Cuba.

Os integrantes da Comissão Parlamentar de Saúde e Esporte abordam nesta segunda-feira o aperfeiçoamento do programa do médico e enfermeira da família, chave no sistema de atendimento primário. Nas de Assuntos Econômicos e Indústria, Construções e Energia os debates giram em torno de vários temas atuais, entre eles a construção e reabilitação de moradias.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up