Investigação sobre acidente aéreo de maio passado em Havana entra na fase final

Havana, 15 de março (RHC).- Armando Daniel López, presidente do Instituto da Aviação Civil de Cuba, informou que a investigação sobre o acidente de maio passado em Havana entrou na fase final. Disse que já concluiu a modelação do perfil de voo que busca reconstruir o que ocorreu a partir do conteúdo das duas caixas pretas da aeronave.

O Boeing 737-200 arrendado por Cubana de Aviação à companhia mexicana Air Global caiu logo após decolar do aeroporto desta capital. Morreram as mais de 100 pessoas que estavam a bordo. Só sobreviveu uma jovem cubana.

López indicou que em breve a comissão integrada por especialistas de Cuba, EUA e México revelará os resultados definitivos da investigação. Esclareceu que o acidente não tem nada a ver com os recentes problemas da Boeing com os modelos Max8 e Max9, de última geração. Nos últimos seis meses, duas aeronaves desse tipo caíram minutos depois da decolagem matando todos os passageiros e tripulantes.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up