Vice-presidente Salvador Valdés denuncia política agressiva dos EUA

Havana, 19 de junho (RHC).- O primeiro vice-presidente cubano, Salvador Valdés, denunciou na OIT – Organização Internacional do Trabalho o assédio dos EUA contra este país e as consequências dessa política agressiva para a justiça social e bem-estar dos cidadãos.

Falando na conferência anual da entidade, em Genebra, Valdés disse que a imposição de medidas coercitivas unilaterais contrárias ao direito internacional e à Carta da ONU prejudica notavelmente a vida da população, e afirmou que o bloqueio econômico, comercial e financeiro mantido por Washington há quase seis décadas é o principal empecilho para o desenvolvimento de Cuba. Sublinhou que se trata de uma violação massiva e sistemática dos direitos humanos.

O vice-presidente cubano acusou os EUA de pretenderem, com a ativação plena da lei Helms – Burton, despojar o povo de seus recursos, propriedades e postos de trabalho.

 

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up