Presidente cubano condena ingerência dos EUA

Havana, 25 de junho (RHC).- O presidente Miguel Díaz-Canel condenou a política de ingerência do governo dos EUA em relação a Cuba, principalmente os fundos milionários destinados à subversão.

“Continuam a ingerência, as ameaças e as pretensões imperiais contra a Revolução cubana (…) Câmara de Representantes dos EUA aprova mais de 32 milhões de dólares para a subversão em Cuba em 2020”, postou no Twitter.

Noutra mensagem, anunciou que se reunirá com os integrantes da 30ª Caravana dos Pastores pela Paz, fundação inter-religiosa norte-americana. O grupo chega a Havana nesta terça-feira desafiando as restrições do bloqueio imposto por Washington a Cuba desde o começo dos anos 60.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up