Chanceler cubano denuncia mentiras arvoradas pela presidente de facto na Bolívia

Havana, 23 de janeiro (RHC).- O chanceler cubano, Bruno Rodríguez, denunciou as mentiras arvoradas pela presidente de facto na Bolívia, Jeanine Áñez, e lembrou que a saída forçada da brigada médica de Cuba que prestava colaboração ali teve graves consequências para o povo boliviano.

Disse que as medidas tomadas por Áñez fazem parte de uma política servil e entreguista aos EUA. No Twitter, Rodríguez lembrou os atos de violência cometidos contra colaboradores médicos cubanos após o golpe dado ao ex-presidente Evo Morales.

Noutra mensagem, o chanceler cubano criticou a postura do secretário norte-americano de Estado, Mike Pompeo, em relação com esta Ilha e com as demais nações caribenhas. Disse que Pompeo mente para encobrir sua oposição ao tratamento especial e diferenciado com os países desta área geográfica, e contra as compensações pela escravidão e o colonialismo.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up