Presidente cubano ressalta legado de heróis da luta clandestina

Havana, 30 de janeiro (RHC).- O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, ressaltou o legado dos heróis que enalteceram a história do país na luta clandestina. “Esse é o legado histórico e a estirpe revolucionária que defendemos e compartilhamos”, indicou no Twitter.

Díaz-Canel referiu-se à matéria intitulada “Afirmam descendentes de heróis e mártires que os clandestinos da nossa história não poderão ser suplantados”, publicada no diário “Granma”. O texto denuncia os que, sem escrúpulos, pretendem ofender o mais grande dos cubanos, e aponta: “Levamos Martí na alma por ser o mais puro e genuíno da nossa história: raiz e tronco da obra mais humana e transcendental desta Ilha”.

Nesta semana, o chefe de Estado teve uma reunião com membros da UNEAC – União Nacional de Escritores e Artistas de Cuba, na qual chamou a transformar a gestão integral do audiovisual no país para fomentar uma indústria que leve em conta desde a criação até a difusão de conteúdos em múltiplas plataformas.

No encontro estavam presentes representantes do ministério da Cultura e dos meios de comunicação em massa. Exortou a formular propostas para reaquecer a produção nacional e melhorar a programação, além de promover a formação de realizadores.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up