Presidente cubano destaca pensamento de Fidel Castro sobre o neoliberalismo

Havana, 7 de maio (RHC).- O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, destacou um pensamento do líder histórico da Revolução, Fidel Castro, sobre os prejuízos ocasionados pelo neoliberalismo.

“Nosso mundo não está ameaçado apenas pelas crises econômicas cíclicas cada vez mais graves e frequentes. O desemprego, a ruína e as perdas enormes de bens e riquezas são companheiras inseparáveis das leis cegas do mercado que regem hoje a economia mundial”, expressou Fidel em maio de 2009.

Num texto intitulado “Uma pergunta que não tem resposta”, o líder revolucionário denunciou na época que o neoliberalismo proscreve toda ingerência do Estado ao considerá-lo um elemento perturbador da economia. Indicou que através dessa doutrina se questiona a existência da ordem interior, exército, saúde, educação, cultura, ciência, tribunais e outras atividades.

No documento, Fidel Castro apontou que colonialistas, capitalistas e imperialistas criaram seus códigos de conduta e impuseram seus valores, arvorados para falar em liberdade, democracia e direitos humanos. “Não se sublinha que bilhões de seres humanos no mundo sofrem ignorância, desemprego, subdesenvolvimento e doenças que reduzem suas vidas a dois terços ou à metade, e às vezes menos, que a que se desfruta nos países ricos”, advertiu.

Editado por Lorena Viñas Rodríguez



Comentários


Deixe um comentário
Todos os campos são requeridos
Não será publicado
captcha challenge
up